BIAL Award in Biomedicine 2023

Conheça o trabalho vencedor
e veja as fotos da cerimónia
Ver mais

14º Simpósio
“Aquém e Além do Cérebro”

3 a 6 de abril 2024
Inscrições abertas
Ver mais

Prémio Maria de Sousa 2024

Candidaturas abertas
Ver mais

Prémio BIAL de Medicina Clínica 2024

Candidaturas abertas
Ver mais

Fundação BIAL

Ver mais

Apoios à Investigação Científica

Nas áreas da Psicofisiologia e Parapsicologia
Ver mais

Últimas Novidades

Não perca os nossos Destaques e Science Stories
Ver mais



Sobre nós

Ver mais



Prémios

Ver mais



Apoios

Ver mais



Simpósios

Ver mais

Notícias

Notícias

As flutuações de humor impactam na confiança quando tomamos decisões?

Estudo revela que na população adulta saudável as flutuações de humor não interferem com a confiança na tomada de decisões.

Saber mais

Relação entre bruxismo do sono, insónia e ansiedade

Investigadores concluíram que o bruxismo do sono não tem associação direta com a insónia, mas a ansiedade pode ser fator de ligação entre estes distúrbios.

Saber mais

QI e o nível socioeconómico podem interferir na fluência de leitura das crianças?

Investigadores descobriram que QI não interfere com a disfluência da leitura em crianças, ao contrário do nível socioeconómico.

Saber mais

Notícias

Cerimónia de entrega do Prémio Maria de Sousa 3ª edição - 2023

A cerimónia de entrega do Prémio Maria de Sousa 3ª edição – 2023 terá lugar no dia 16 de novembro de 2023, pelas 18:00, em Lisboa, e será realizada em formato híbrido.

Saber mais

Luís Portela distinguido com Prémio Carreira Navegantes XXI da ACEPI 2023

O presidente da Fundação BIAL, Luís Portela, foi distinguido com o Prémio Carreira Navegantes XXI pelo seu trabalho na liderança da BIAL.

Saber mais

Porque é que algumas pessoas têm mais paz de espírito do que outras?

A paz de espírito (PdE) é um aspeto do bem-estar caracterizado por serenidade e harmonia interna. Não é claro porque é que alguns indivíduos têm mais paz de espírito do que outros. Procurando responder a esta questão, Pilleriin Sikka avaliou participantes da Finlândia (Estudo 1, N = 417) e dos EUA (Estudo 2, N = 303) e observou que as pessoas com níveis mais elevados de PdE apresentam uma maior tendência para utilizar a reavaliação cognitiva (estratégia adaptativa de regulação emocional) e menor tendência para a supressão emocional (estratégia menos adaptativa de regulação emocional). Parece que a regulação emocional adaptativa pode explicar as diferenças individuais na PdE. O artigo Individual differences in peace of mind reflect adaptive emotion regulation, que reporta estes resultados, foi publicado na revista científica Personality and Individual Differences, no âmbito do projeto de investigação 295/20 - Peace of Mind and Emotion Regulation: Survey-Based, Behavioural, and Neuroscientific Investigations, apoiadas pela Fundação BIAL.

Saber mais