Conferência 30 ANOS +
Entrega Prémio Maria de Sousa 2024

Aula Magna da Universidade de Lisboa
9 de outubro, 17:00
Ver mais

Apoios à Investigação Científica 2024/2025

Candidaturas abertas até 31 de agosto
Ver mais

Prémio BIAL de Medicina Clínica 2024

Candidaturas abertas até 31 de agosto
Ver mais

Fundação BIAL

Há 30 anos a distinguir e apoiar os que procuram avançar na ciência e no conhecimento em Portugal e no mundo.
Ver mais

Últimas Novidades

Não perca os nossos Destaques e Science Stories
Ver mais



Sobre nós

Ver mais



Prémios

Ver mais



Apoios

Ver mais



Simpósios

Ver mais

Notícias

Notícias

Mulheres mostram maior apetência para o multitasking?

Estudo com 167 participantes do Reino Unido concluiu que as mulheres acreditam ter maior propensão para o multitasking do que os homens.

Saber mais

O que nos lembramos dos sonhos varia com a idade?

Estudo revela que não há diferenças relevantes entre a recordação dos sonhos em jovens adultos e em idosos.

Saber mais

Estudos sobre alegadas memórias de vidas passadas

Sabia que a maioria dos estudos sobre alegadas memórias de vidas passadas foram realizados sobretudo em países da Ásia?

Saber mais

Notícias

Gratidão associada à diminuição do risco de sofrer um ataque cardíaco

Brenda O'Connell, investigadora principal do projeto de investigação 287/18 - More Thankful, Less Stressed? Gratitude and Physiological reactions to Stress, apoiado pela Fundação BIAL, avaliou, num estudo longitudinal, a relação entre o traço de gratidão e o enfarte agudo do miocárdio numa amostra 912 participantes, de 35 a 86 anos, em que 32.9% tinham hipertensão e 9.6% tinham diabetes. Observou-se que quanto maior o traço de gratidão menor a probabilidade de sofrer enfarte agudo do miocárdio 6.7 anos mais tarde, através de alterações na reatividade da frequência cardíaca, mesmo quando controlada a idade, sexo, índice de massa corporal (IMC), escolaridade, tensão arterial elevada e diabetes. Isto sugere que a gratidão pode atenuar as consequências fisiológicas negativas do stress e melhorar globalmente os resultados cardiovasculares. Para saber mais sobre este estudo, consulte o artigo Heart rate reactivity mediates the relationship between trait gratitude and acute myocardial infarction publicado na revista científica Biological Psychology.

Saber mais

Nobel da Medicina 2023 atribuído a cientistas que venceram a última edição do BIAL Award in Biomedicine

A Fundação BIAL felicita e presta homenagem a Katalin Karikó e Drew Weissman, distinguidos hoje com o Prémio Nobel da Fisiologia ou Medicina 2023, pelas suas descobertas que permitiram o desenvolvimento de vacinas eficazes baseadas na tecnologia de mRNA para prevenir a COVID-19.

Saber mais

Será possível adivinhar quem está a ligar?

Algumas pessoas afirmam adivinhar quem está a ligar ao ouvir uma chamada telefónica, sem usar quaisquer meios convencionais de obtenção de informação. Alguns destes casos estão, sem dúvida, relacionados com uma combinação de coincidência, memória seletiva, expectativa e antecipação inconsciente, em função do padrão temporal de chamadas telefónicas com determinadas pessoas. No entanto, será que estes palpites advêm de um processo de transferência de informação, comummente designado de telepatia? Para estudar esta possibilidade, Helané Wahbeh, investigadora principal do projeto de investigação 108/20 - A telephone telepathy study: Does genetic relatedness influence psychic abilities?, apoiado pela Fundação BIAL, realizou um estudo transversal que envolvia grupos de três participantes (tríades) que tentavam adivinhar quem estava a ligar em 12 chamadas; em seis o servidor web escolheu aleatoriamente o emissor antes do palpite do recetor (telepático/pré-selecionado), e noutras seis o emissor foi selecionado após o palpite do recetor (precognitivo/pós-selecionado). O acerto foi significativamente acima do esperado por mero acaso para os ensaios telepáticos/pré-selecionados, mas não para os ensaios precognitivos/pós-selecionados. Para mais informações consulte o artigo Who's calling? Evaluating the accuracy of guessing who is on the phone, publicado na revista científica Explore.

Saber mais