Conferência 30 ANOS +
Entrega Prémio Maria de Sousa 2024

Aula Magna da Universidade de Lisboa
9 de outubro, 17:00
Ver mais

Apoios à Investigação Científica 2024/2025

Candidaturas abertas até 31 de agosto
Ver mais

Prémio BIAL de Medicina Clínica 2024

Candidaturas abertas até 31 de agosto
Ver mais

Fundação BIAL

Há 30 anos a distinguir e apoiar os que procuram avançar na ciência e no conhecimento em Portugal e no mundo.
Ver mais

Últimas Novidades

Não perca os nossos Destaques e Science Stories
Ver mais



Sobre nós

Ver mais



Prémios

Ver mais



Apoios

Ver mais



Simpósios

Ver mais

Notícias

Notícias

Em que medida os limites do nosso corpo parecem desaparecer durante a meditação de atenção focada?

Investigação revela que uma sessão de meditação de atenção focada de 15 minutos permitiu esbater a fronteira entre o eu e o ambiente.

Saber mais

É possível regular a sensação de repugnância através da toma de placebo imaginário?

Estudo comparou os efeitos de um comprimido placebo e de um comprimido imaginário na redução da repugnância induzida visualmente.

Saber mais

Intervenção online baseada em mindfulness melhora memória e atenção de idosos

Investigação avaliou os resultados cognitivos, psicológicos e fisiológicos de intervenção baseada em mindfulness num grupo de idosos saudáveis.

Saber mais

Notícias

Fundação BIAL traz a Portugal António Damásio para conferência “Sobre a Fisiologia da Mente”

Para assinalar os seus 30 anos, a Fundação BIAL traz a Portugal António Damásio e Hanna Damásio, para uma conferência no dia 9 de outubro, preparada em conjunto e apresentada pelo prestigiado neurocientista.

Saber mais

Quais são os efeitos da expectativa na perceção de faces e a sua relação com a expertise?

No âmbito do projeto de investigação 129/20 - Investigating the role of expertise in the predictive coding framework combining time resolved neural and behavioural evidence, apoiado pela Fundação BIAL, Marie Smith e colaboradores, através de uma tarefa de categorização comportamental em que 67 participantes aprenderam a associação probabilística entre uma cor e uma categoria visual de alta e baixa expertise (faces e carros, respetivamente), avaliaram o nível individual de expertise em cada categoria. Encontraram que a perceção da categoria de alta expertise (faces) foi modulada pela expectativa. Ou seja, houve uma resposta mais rápida quando as faces eram esperadas. Além disso, na análise da atividade neural (EEG), houve efeitos da expectativa, com descodificação significativa da resposta neural a estímulos esperados. Estes resultados apoiam a influência da expectativa na perceção de faces, destacam o papel da expertise e chamam a atenção para a variabilidade individual que, muitas vezes, é negligenciada. Mais informações disponíveis no artigo Effects of expectation on face perception and its association with expertise publicado na revista científica Scientific Reports.

Saber mais

Será que a capacidade de inibir ações é influenciada por estímulos emocionais?

A capacidade de inibir ações motoras em curso é essencial para evitar consequências prejudiciais. A inibição eficaz depende principalmente do funcionamento de diversas áreas, como o córtex motor pré-suplementar (pre-SMA). A equipa de investigação, liderada por Sara Borgomaneri, explorou possíveis mudanças na capacidade de 66 participantes em inibir ações perante posturas corporais humanas emocionalmente negativas ou neutras, apresentadas numa tarefa de stop signal, antes e depois da aplicação de uma sessão de estimulação magnética transcraniana repetitiva (EMTr) sobre o pre-SMA, o giro frontal inferior direito (rIFG) e o córtex motor primário esquerdo (lM1). Observaram um tempo de reação mais curto perante estímulos emocionalmente negativos após a aplicação de uma sessão de EMTr inibitória sobre o pre-SMA. Por outro lado, houve um tempo de reação mais curto perante posturas corporais neutras após a administração de rTMS sobre o rIFG. Não foram observadas alterações significativas após a estimulação do lM1. Estes resultados suportam a existência de efeitos emocionais nos sistemas de controlo motor e fornecem evidências de que tais efeitos podem envolver vias neurais separadas e distintas daquelas associadas à inibição motora em contextos neutros. Este estudo foi desenvolvido no âmbito do projeto de investigação 33/22 - The influence of emotions on actions: Boosting brain network plasticity to ameliorate action control, apoiado pela Fundação BIAL, e publicado na revista científica Annals of the New York Academy of Sciences, no artigo The role of pre-supplementary motor cortex in action control with emotional stimuli: A repetitive transcranial magnetic stimulation study.

Saber mais