Notícias

Science Stories

É a concretização da nossa missão. Desde a sua criação a Fundação BIAL já aprovou para financiamento 865 projetos, envolvendo mais de 1700 investigadores de 30 países. São quase três décadas de apoios financeiros a Projetos de Investigação Científica orientados para o estudo neurofisiológico e mental do ser humano, nas áreas da Psicofisiologia e da Parapsicologia.

Conheça as histórias por detrás da ciência.

Science Stories

As flutuações de humor impactam na confiança quando tomamos decisões?

Estudo revela que na população adulta saudável as flutuações de humor não interferem com a confiança na tomada de decisões.

Saber mais

Relação entre bruxismo do sono, insónia e ansiedade

Investigadores concluíram que o bruxismo do sono não tem associação direta com a insónia, mas a ansiedade pode ser fator de ligação entre estes distúrbios.

Saber mais

QI e o nível socioeconómico podem interferir na fluência de leitura das crianças?

Investigadores descobriram que QI não interfere com a disfluência da leitura em crianças, ao contrário do nível socioeconómico.

Saber mais

Roedores reconhecem melodias musicais como os humanos?

Estudo revela que ratos têm sensibilidade para rastrear padrões harmónicos e temporais na música e que sensibilidades podem ser partilhadas entre as espécies.

Saber mais

Pessoas mais produtivas à noite mostram maior aquisição de medo, o que pode aumentar risco de desenvolver ansiedade

Investigadores usaram paradigma pavloviano de condicionamento do medo para estudar associação entre o cronotipo e as respostas de medo em humanos.

Saber mais

Análise à audição dos recém-nascidos pode predizer desenvolvimento neurofisiológico aos 12 meses

Associação entre processamento auditivo e resultados do desenvolvimento em bebés pode ser crucial para deteção precoce de perturbações neurodesenvolvimentais.

Saber mais

Futuros pais e mães experienciam a gravidez de forma diferente?

Estudo demonstrou que existem diferenças neuronais e psicológicas entre homens e mulheres durante a gravidez.

Saber mais

Podemos autorregular o nosso cérebro através de treino?

Estudo sobre neurofeedback revela que os efeitos comportamentais obtidos parecem ser os mesmos quer seja dado feedback real ou falso ao participante.

Saber mais

Quem tem melhor memória autobiográfica pode ser mais criativo?

Processos relevantes para o pensamento criativo não são potenciados em indivíduos com um desempenho altamente superior de memória autobiográfica.

Saber mais

News

Cerimónia de entrega do Prémio Maria de Sousa 3ª edição - 2023

A cerimónia de entrega do Prémio Maria de Sousa 3ª edição – 2023 terá lugar no dia 16 de novembro de 2023, pelas 18:00, em Lisboa, e será realizada em formato híbrido.

Saber mais

Luís Portela distinguido com Prémio Carreira Navegantes XXI da ACEPI 2023

O presidente da Fundação BIAL, Luís Portela, foi distinguido com o Prémio Carreira Navegantes XXI pelo seu trabalho na liderança da BIAL.

Saber mais

Porque é que algumas pessoas têm mais paz de espírito do que outras?

A paz de espírito (PdE) é um aspeto do bem-estar caracterizado por serenidade e harmonia interna. Não é claro porque é que alguns indivíduos têm mais paz de espírito do que outros. Procurando responder a esta questão, Pilleriin Sikka avaliou participantes da Finlândia (Estudo 1, N = 417) e dos EUA (Estudo 2, N = 303) e observou que as pessoas com níveis mais elevados de PdE apresentam uma maior tendência para utilizar a reavaliação cognitiva (estratégia adaptativa de regulação emocional) e menor tendência para a supressão emocional (estratégia menos adaptativa de regulação emocional). Parece que a regulação emocional adaptativa pode explicar as diferenças individuais na PdE. O artigo Individual differences in peace of mind reflect adaptive emotion regulation, que reporta estes resultados, foi publicado na revista científica Personality and Individual Differences, no âmbito do projeto de investigação 295/20 - Peace of Mind and Emotion Regulation: Survey-Based, Behavioural, and Neuroscientific Investigations, apoiadas pela Fundação BIAL.

Saber mais

Gratidão associada à diminuição do risco de sofrer um ataque cardíaco

Brenda O'Connell, investigadora principal do projeto de investigação 287/18 - More Thankful, Less Stressed? Gratitude and Physiological reactions to Stress, apoiado pela Fundação BIAL, avaliou, num estudo longitudinal, a relação entre o traço de gratidão e o enfarte agudo do miocárdio numa amostra 912 participantes, de 35 a 86 anos, em que 32.9% tinham hipertensão e 9.6% tinham diabetes. Observou-se que quanto maior o traço de gratidão menor a probabilidade de sofrer enfarte agudo do miocárdio 6.7 anos mais tarde, através de alterações na reatividade da frequência cardíaca, mesmo quando controlada a idade, sexo, índice de massa corporal (IMC), escolaridade, tensão arterial elevada e diabetes. Isto sugere que a gratidão pode atenuar as consequências fisiológicas negativas do stress e melhorar globalmente os resultados cardiovasculares. Para saber mais sobre este estudo, consulte o artigo Heart rate reactivity mediates the relationship between trait gratitude and acute myocardial infarction publicado na revista científica Biological Psychology.

Saber mais

Nobel da Medicina 2023 atribuído a cientistas que venceram a última edição do BIAL Award in Biomedicine

A Fundação BIAL felicita e presta homenagem a Katalin Karikó e Drew Weissman, distinguidos hoje com o Prémio Nobel da Fisiologia ou Medicina 2023, pelas suas descobertas que permitiram o desenvolvimento de vacinas eficazes baseadas na tecnologia de mRNA para prevenir a COVID-19.

Saber mais

Será possível adivinhar quem está a ligar?

Algumas pessoas afirmam adivinhar quem está a ligar ao ouvir uma chamada telefónica, sem usar quaisquer meios convencionais de obtenção de informação. Alguns destes casos estão, sem dúvida, relacionados com uma combinação de coincidência, memória seletiva, expectativa e antecipação inconsciente, em função do padrão temporal de chamadas telefónicas com determinadas pessoas. No entanto, será que estes palpites advêm de um processo de transferência de informação, comummente designado de telepatia? Para estudar esta possibilidade, Helané Wahbeh, investigadora principal do projeto de investigação 108/20 - A telephone telepathy study: Does genetic relatedness influence psychic abilities?, apoiado pela Fundação BIAL, realizou um estudo transversal que envolvia grupos de três participantes (tríades) que tentavam adivinhar quem estava a ligar em 12 chamadas; em seis o servidor web escolheu aleatoriamente o emissor antes do palpite do recetor (telepático/pré-selecionado), e noutras seis o emissor foi selecionado após o palpite do recetor (precognitivo/pós-selecionado). O acerto foi significativamente acima do esperado por mero acaso para os ensaios telepáticos/pré-selecionados, mas não para os ensaios precognitivos/pós-selecionados. Para mais informações consulte o artigo Who's calling? Evaluating the accuracy of guessing who is on the phone, publicado na revista científica Explore.

Saber mais

O que lembramos de um filme?

Matteo Frisoni, investigador principal do projeto de investigação 384/20 - Schema-based temporal memory in parietal cortex (SCHETEMP), apoiado pela Fundação BIAL, avaliou com que grau dois grupos de participantes de jovem adultos (20-30 anos) e meia-idade (40–55 anos) recordam, passado uma semana, informação verbal detalhada (ou seja, diálogos), bem como informações semânticas e elementos espácio-temporais (isto é, “o quê”, “onde” e “quando”) de filmes. Os resultados indicam que a deterioração da memória ao longo de uma semana afeta principalmente a dimensão verbal auditiva de eventos complexos, tanto em termos de precisão da memória como de confiança, enquanto as informações sobre “o quê” (objetos/personagens), “onde” (espacial) e “quando” (temporais) parecem estar mais bem preservadas. Além disso, os jovens adultos são mais precisos e confiantes do que os participantes de meia-idade. Para saber mais, leia o artigo “Long-term memory for movie details: selective decay for verbal information at one week” publicado na revista científica Memory.

Saber mais

Livro de Atas da 13ª edição do Simpósio da Fundação BIAL já está disponível

Acaba de ser publicado o Livro de Atas do 13º Simpósio "Aquém e Além do Cérebro", uma compilação das intervenções dos palestrantes, que contém também os abstracts de alguns dos trabalhos de investigação financiados pela Fundação BIAL, apresentados neste encontro em sessões de posters e em comunicações orais.

Saber mais

Será que pensar na morte do seu companheiro afeta a sua atividade cerebral?

No âmbito do projeto de investigação 75/16 - The painful awareness of death: Influence of thoughts of death on behavioural and cerebral activity associated with painful nociceptive stimuli, apoiado pela Fundação BIAL e liderado por Elia Valentini, foi publicado o artigo Reminders of Mortality: Investigating the Effects of Different Mortality Saliences on Somatosensory Neural Activity na revista científica Brain Sciences. O estudo pretendia avaliar se pensar na morte de um parceiro romântico ou na própria morte se traduziria numa alteração na perceção e nas respostas cerebrais a estímulos elétricos nocivos. A conclusão deste estudo revela que pensar na morte do parceiro romântico tem maior impacto na perceção da dor, do que pensar na própria morte.

Saber mais
  • ...
  • 2
  • 3
  • 4
  • ...

Looking for collaboration

The quest of physiological markers for the experience of pain

Researcher: Elia Valentini - Department of Psychology & Centre for Brain Science, University of Essex Summary: The aim of this project is to improve measurement of the human experience of pain by investigating a combination of psychophysical and physiological responses during mild noxious stimulation. More specifically, we want to investigate how sensitive and specific to pain the brain oscillatory responses are. We use EEG as the main technique, but we are keen to collaborate with neuroscientists using fMRI, autonomic measures and brain stimulation as well as with computational neuroscientists. A clinical collaborator would also be very much welcome.

Saber mais

EEG investigation of hypnosis and decision-making

Researcher: Rinaldo Livio Perri - University Niccolò Cusano Rome, Italy Summary: I work in the field of hypnosis and cognitive neuroscience. In particular, I adopt the event-related potentials (ERPs) to investigate the effect of the hypnotic suggestions on sensory processing and cognitive performance. I am an expert in decision-making and proactive brain processes before the stimulus administration (e.g., the perceptual, prefrontal and premotor readiness during the expectancy stage). I could help colleagues to properly analyze the ERP signal in the pre-stimulus stage of processing. Also, I would be happy to share my EEG data for re-analyzing them in the frequency domain (e.g., wavelet or coherence analysis in the hypnosis research). Feel free to contact me for any question! More information on my papers: https://scholar.google.it/citations?user=-8e_V64AAAAJ&hl=it Possible collaborations: neuroscientist with experience in the EEG frequency analysis Email: perri.rinaldo@gmail.com

Saber mais

Transparent Psi Project - looking for collaborators

Summary: We are running a fully transparent, expert consensus-base multilab replication of Bem’s (2011) experiment 1. The project features state of the art methods to maximize transparency and study integrity. The study involves a computerized experiment taking about 20 minutes per session. Group testing is possible in a computer lab, no specialized equipment needed. Labs are expected to recruit at least 100 participants. Participants will be exposed to images with explicit erotic/sexual content in the experiment. No financial compensation is required for the participants. Data collection is expected to take place in the 2020 fall semester. Every material is provided for ethics/IRB submissions and data collection in English (translation of materials might be necessary by the collaborators). The study is pre-registered and the manuscript is accepted in principle for publication in the journal Royal Society Open Science. All collaborators who meet the minimum sample size criterion will get authorship on this paper reporting the results of the replication study. More information in the preprint: https://psyarxiv.com/uwk7y/ Indicate interest in the collaboration via the following form: https://tinyurl.com/tpp-labs With any question contact the lead investigator: Dr. Zoltan Kekecs, kekecs.zoltan@gmail.com

Saber mais

Cognitive control and learning

Researcher: Ignacio Obeso, Ph.D. / CINAC - HM Puerta del Sur Summary: The aim of our projects is to understand the behavioral and neural mechanisms used to learn how humans establish adaptive behaviour in changing contexts. More specifically, we want to decipher how stopping abilities are initially learned and later executed under automatic control. We use task-related fMRI, brain stimulation and clinical models to test our predictions in laboratory settings as well as online home-based paradigms. Possible collaborations: computational scientist Email contact: i.obesomartin@gmail.com https://iobesomartin.wixsite.com/cognitivecontrol

Saber mais